Ditadura nunca mais! UJR na luta por memória, verdade e justiça!

No próximo dia 1º de abril, completam-se 57 anos do golpe militar fascista de 1964. Por 21 anos, a ditadura perseguiu, prendeu, torturou, estuprou e assassinou milhares de pessoas em nosso país, entre eles muitos jovens, como Manoel Lisboa, Emmanuel Bezerra, Iara Iavelberg, Helenira Rezende e Stuart Angel.



A ditadura militar, desde o início dirigida e apoiada pelo governo dos Estados Unidos, também representou um desastre para o desenvolvimento brasileiro. Foram anos de corrupção, censura, perseguição a artistas e intelectuais e de um brutal arrocho salarial, que só foram derrotados graças à luta dos comunistas e revolucionários, que pegaram em armas e sacrificaram suas próprias vidas para defender a liberdade no Brasil. Hoje, o exemplo desses verdadeiros heróis e heroínas do povo é fonte de inspiração e energia para toda a militância da UJR em sua luta pelo poder popular e o socialismo.


Passados mais de 35 anos desde a redemocratização, nenhum crime cometido pelos militares foi julgado e seus responsáveis punidos. Isso constrói uma forte cultura da impunidade, que dá margem às manifestações pedindo um novo golpe militar, à violência policial nas periferias e às torturas em nosso sistema penitenciário. Como sabemos, o atual presidente da República é um dos mais entusiasmados defensores da ditadura.


Recentemente, tivemos uma importante vitória no caso da companheira Inês Etienne, única sobrevivente da Casa da Morte de Petrópolis. No início do mês, a Justiça Federal do Rio de Janeiro denunciou um de seus torturadores pelo crime de estupro e o levará a julgamento. Sabemos que ainda é pouco, mas é uma prova de que a luta por memória, verdade e justiça deve continuar e se fortalecer a cada dia.


Por isso, homenagear nossos heróis e denunciar os crimes da ditadura é a melhor forma de fazer com que o povo brasileiro nunca se esqueça do que realmente foram os anos de chumbo e pressione para que a justiça seja feita.


A Coordenação Nacional da UJR convoca toda nossa militância a realizar em suas cidades a Semana Nacional da UJR por Memória, Verdade e Justiça, com rodas de conversa online com ex-presos políticos, cine-debates, brigadas do jornal A Verdade e atos político-culturais no dia 1º de abril. É nosso dever de honra organizar em todo o país uma grande homenagem a todos que tombaram na luta contra a ditadura e pelo socialismo em nosso país.


Para que não se esqueça, para que nunca mais aconteça! Ditadura nunca mais!

67 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

© 2020 UJR Brasil