• UJR Brasil

A juventude e o papel da UJR nas eleições 2020

Embora a nossa população esteja envelhecendo, os/as jovens ainda representam um quarto da população: 51 milhões de brasileiros e brasileiras são jovens (IBGE - Censo 2010), representando uma força pulsante da sociedade. A juventude brasileira tem uma trajetória de luta e participa ativamente dos principais movimentos políticos em defesa do Brasil e do povo.



As eleições também contam com uma participação expressiva de jovens, tanto como eleitores tal como candidatos, incluindo os que não são obrigados a votar. Em 2016, nas eleições municipais, 2,3 milhões de jovens de 16 e 17 anos compareceram as urnas, mesmo tendo a opção do voto facultativo. Os/as jovens entre 18 e 29 anos representaram 36,5 milhões de eleitores em 2016. Já entre as candidaturas, 48.738 foram de jovens sendo 27.554 de homens e 21.184 de mulheres.


Durante o período eleitoral esse setor é disputado o tempo todo pelos diversos/as candidatos/as, partidos e ideologias. Pela sua participação política cotidiana, a juventude demonstra diariamente querer uma mudança real no Brasil e nas eleições, depositando suas esperanças nas candidaturas que se apresentam como alternativa. Outra parcela significativa desses eleitores vota nulo e branco como forma de protesto para demonstrar a indignação com a situação política do país. Contudo, esse voto geralmente não consegue representar a indignação com as injustiças vigentes, tão sensíveis à juventude.


Na ânsia por mudança, justiça e transformações, os/as jovens não enxergam alternativas entre a velha política, por isso a Unidade Popular pelo Socialismo pode e deve conquistar o voto dessa parcela dos eleitores. Somos o que há de novo e revolucionário na política brasileira. É pensando nisso que a União da Juventude Rebelião fortalecerá todas as candidaturas da UP e lança esse ano jovens como pré-candidatos pelo nosso partido. Não acreditamos na ilusão que se tem em relação ao processo eleitoral! Tão pouco com o atual modelo democrático, mas acreditamos na capacidade de expressar a indignação da juventude e levar nosso projeto para o povo.


Dessa forma, os militantes da UJR, que atuam nos movimentos estudantis, de mulheres, da negritude, LGBT's,  sindicalismo, luta por moradia do campo e da cidade, colocaram seus nomes à disposição para representar, fortalecer e organizar coletivamente a indignação e a luta da juventude nessa primeira eleição com a participação da UP. Nossos companheiros e companheiras pré candidatos/as representam o orgulho de levarmos às ruas o nosso projeto, com nossos rostos e nosso programa socialista. Sempre com objetivo de estar junto com o povo trabalhador e favelado, há tanto tempo esquecido e maltratado no Brasil, sem se sentir participante e protagonista dos espaços de poder.


A juventude está cansada de ser oprimida nos mais diversos aspectos de seu cotidiano, a falta de oportunidade de uma vida digna é cada vez mais presente. Em 2019, mais de 11 milhões de jovens não estavam estudando e nem trabalhando, com os efeitos da falta de políticas efetivas durante a pandemia esse número cresceu.


Lembremos da importância da juventude revolucionária do Brasil como responsável direto da legalização do Partido Unidade Popular e não poderia ser diferente em nossas primeiras eleições. Dos 147,9 milhões de eleitores/as aptos/as para votar nessas eleições, 35,2 milhões são jovens.


Devemos conquistar esses votos demonstrando na prática a diferença do nosso partido. Por meio de uma grande campanha de agitação e propaganda onde o povo estiver, seja nos terminais de ônibus, metrô e trem, nas praças ou feiras, nossos militantes dedicaram a sua energia e vontade de mudar nosso país para novamente disputar a consciência da juventude e de todo o povo trabalhador. Demonstraremos com luta e garra o poder de mobilização da juventude!

Katerine Oliveira e Fábio Junior

329 visualizações

© 2020 UJR Brasil