«

»

Fora Mendonça! Educação SIM! Corrupção NÃO!

Desde que o ilegítimo governo de Michel Temer (PMDB) assumiu, as medidas para favorecer os ricos, grandes banqueiros, e as denúncias de corrupção não param de crescer, demonstrando que desse novo-velho governo nada podemos esperar para resolver os graves problemas que o país vive.

O Ministro da Educação Mendonça Filho (DEM-PE), de acordo com denúncia da Procuradoria Geral da República, recebeu R$ 100 mil da UTC, empresa envolvida na Operação Lava-jato para financiar sua campanha a deputado federal no ano de 2014. Em sua defesa ele alega que o dinheiro foi depositado na conta do DEM e não diretamente na sua, mas dessa forma confirma o pagamento da propina.

Ao assumir o MEC, Mendonça deu início a uma tentativa de esvaziar as funções do Fórum Nacional de Educação, a Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão (Secadi), e ainda tem buscado intervir na autonomia das instituições, como no caso da divisão do Instituto Federal de Pernambuco visando a criação de um novo instituto com sede em sua cidade natal.

Demonstrando ainda sua incapacidade de diálogo e articulação com os educadores do país, restou a Mendonça receber já nos seus primeiros dias de ministério as valorosas contribuições do “educador” Alexandre Frota. Vergonhoso!

Um filme que se repete

Mas basta observar a trajetória de Mendonça que não encontraremos nenhuma novidade em suas ações. Enquanto foi vice-governador e governador de Pernambuco em nada melhorou a educação básica e impôs ao povo pernambucano escolas sucateadas, falta de professores e praticamente nenhum investimento ao longo de seus oito anos de governo, bem como negligenciou o financiamento e a manutenção da Universidade estadual, a UPE.

Quanto a corrupção, basta lembrarmos da sua ilustre presença na lista de recebedores de propinas na Operação Castelo de Areia, quando em 2008 também recebeu recursos de empreiteiras, dessa vez a Camargo Correia, para sua campanha à prefeitura do Recife.

Educação SIM! Corrupção NÃO!

Os estudantes e a juventude brasileira não aceitam essa situação. Enquanto nos faltam condições de acesso à uma educação de qualidade, escolas abandonadas pelos governos, falta de vagas nas universidades, vemos a ascensão de um Ministro que simboliza o que há de mais retrógrado na política nacional, com casos de corrupção, coronelismo e representando um partido que notadamente defende uma educação elitista e conservadora.

Queremos a valorização da educação brasileira, e isso só será possível com a construção de uma educação crítica e libertadora, com a destinação de mais verbas para a educação e garantia de bolsas para os estudantes. Neste sentido, nos somamos na luta contra o pagamento da dívida pública, para que o dinheiro do povo seja destinado em benefício do povo brasileiro.

A União da Juventude Rebelião convoca a juventude brasileira a ir às ruas, promovendo atos e ocupações em reitorias, no MEC e onde mais for preciso para exigir o FORA MENDONÇA, e reafirmar o projeto de uma educação pública, gratuita e de qualidade.

União da Juventude Rebelião