«

»

Estudantes mineiros realizam ocupação no IEMG

Os estudantes do Instituto de Educação de Minas Gerais (IEMG) maior escola do Estado, cansados de promessas de reformas, indignados com a situação da escolas e em solidariedade aos estudantes de São Paulo, organizaram, com o seu grêmio estudantil e a Associação Metropolitana dos Estudantes Secundaristas da Grande Belo Horizonte (AMES-BH) uma ocupação na escola.

A Ocupação teve seu estopim quando uma chuva forte alagou salas, gerando o cancelamento das aulas e revoltando os estudantes, que organizaram um ato e convocaram assembleias, em que deliberam pela ocupação da escola. Atualmente, os alunos convivem com salas sem porta, janelas, ventiladores e banheiros sucateados. Há muito tempo, os estudantes do IEMG reivindicam melhorias na estrutura precária da escola, sem obter resposta do ex-governador Antonio Anasta​sia​ (PSDB) e do atual governador Fernando Pimentel (PT). O fato de ser um prédio antigo e tombado serve, muitas vezes, como desculpa do governo para nunca realizar as necessárias reformas. Continuamos a conviver com quadros antigos de giz, quadras quebradas, etc. É habitual pedaços do teto caírem, colocando em risco a vida dos estudantes.

Nossa ocupação é resultado das demandas e das lutas ocorridas na escola. É também em solidariedade aos estudantes paulistas. O IEMG é a primeira escola fora do Estado de São Paulo a ser ocupada. Entendemos que é de extrema importância que os estudantes de todo país ocupem as suas escolas reivindicando seus direitos e se somando à luta dos estudantes paulistas. Fechar escolas significa acabar com sonhos e futuros de nossos jovens. Por isso, defendemos: Nenhuma escola a menos! Por mais investimento na educação pública!

Mariana Ferreira, presidenta da AMES-BH